4 Maneiras Populares que Criminosos Podem Roubar Sua Senha do Facebook


No início deste mês Craig Charles do site thatsnonsense.com publicou um texto de utilidade pública  – e até certo ponto simples – explicando 4 maneiras populares que criminosos podem usar para roubar sua senha do Facebook.

Traduzi e publico agora aqui no WesleyMendes.com estas tais 4 maneiras e como elas funcionam.

ATENÇÃO!!!! Não pense que é só sua senha do Facebook que estes criminosos digitais podem roubar. Falamos Facebook aqui de maneira geral, mas entenda que este método eles podem usar para capturar as suas informações pessoais de qualquer conta sua que você acesse.

Ah, mais uma coisa: as dicas valem também se você usa tablets, smartphones, netbooks ou qualquer outro móvel para acessar suas mais variadas contas através deles.

Se liga então…

 

 

1. Phishing

 

Uma das maneiras mais populares de enganar os usuários na entrega de sua senha é através de golpes do que chamamos de phishing.

Tais fraudes são tipicamente orquestradas por e-mail ou bate-papo, onde o scammer (criminoso) irá representar o Facebook (ou qualquer outra empresa) e perguntar (ou exigir) que você clique no link que ele acabou de te enviar.

Geralmente para “confirmar seus detalhes” ou para “verificar sua conta”, as histórias podem alterar dependendo da fraude específica.

Esse link irá direcioná-lo para uma página de login do Facebook falsa. Com um olhar superficial parece ser a página real de login do Facebook, mas na verdade você está em outro site completamente diferente.

E os usuários não são em sua maioria – torço para que você seja uma exceção! – vigilantes o suficiente para perceber que o endereço da web não pertence ao Facebook!

Assim, o usuário digitará suas informações de login, que são enviadas diretamente para o criminoso, que agora possui a senha dessa vítima.

E aí, como costumam dizer em Goiás, lá se foi o boi com a corda…

 

 

2. Violação de Dados de Outros Sites

 

Se há uma coisa que a última década nos ensinou, é que as grandes empresas podem sim sofrer grandes violações de dados.

Os hackers ganharam acesso não autorizado a uma série de empresas de alto escalão num passado recente. Podemos citar como exemplo o Yahoo! e a Sony, empresas que tiveram dados de clientes violados e vieram a público admitir.

(Pare um instante e imagine aqueles que não vieram a público admitir… é de dar calafrios, não é?)

E claro, se você acha que os criminosos levaram apenas do banco de dados do Yahoo! o endereço de um email que você tinha lá… Hummm… Não tenho boas notícias pra você…

Eles levaram também sua senha – bem como todas as informações que você tinha informado ao Yahoo!

 

 

Mas como uma violação de dados de uma empresa de terceiros coloca sua conta no Facebook em risco? A resposta: porque uma alta porcentagem de usuários on-line ainda usa a mesma senha e combinação de e-mail para várias contas on-line.

Então, enquanto qualquer empresa que sofreu uma violação de dados corre para salvar o que resta e minimizar as perdas, ao mesmo tempo que exige que os usuários mudem suas senhas…

… Os criminosos inteligentes estão testando informações vazados de e-mails e senhas em outros sites, como o Facebook – só pra citar nosso exemplo foco aqui.

 

3. Malware

 

Argh, malware!

O grande problema com o malware é que ele pode potencialmente fazer quase qualquer coisa no seu dispositivo se ele já tiver sido instalado – muitas vezes sem que você perceba.

Ele pode te encher de anúncios spam, redirecionar seu navegador para qualquer site que ele queira, abrir uma porta de entrada em SEU DISPOSITIVO para que outros intrusos também possam invadir seu dispositivo, ou criptografar suas informações…

… Ou apenas espiar você.

 

 

Alguns tipos de malwares podem gravar cada tecla que você pressiona e criar um relatório com toda essa informação, que será enviado ao criminoso.

Toda vez que você inserir seu e-mail e senha – de qualquer site onde você tenha conta -, tudo estará sendo gravado e enviado ao criminoso. TUDO SEM QUE VOCÊ SE DÊ CONTA!

 

4. Redes Wi-Fi Falsas

 

Quando você se conecta às redes Wi-Fi públicas, você navega na internet como se estivesse na sua casa. Usa todas as suas redes sociais, faz postagens, curte, compartilha.

Simples. Tudo muito simples. Não é?

No entanto, e se alguém criasse uma rede falsa usando um roteador qualquer num local público qualquer, usando um nome Wi-Fi semelhante ao que você já conhece, com o objetivo de enganá-lo para se conectar diretamente ao seu dispositivo?

 

 

Acredite ou não, esse tipo de crime é real!

E quando os criminosos conseguem enganar os usuários para se conectarem à sua rede falsa, eles configuram seu próprio roteador para levá-lo a páginas falsas.

Então, quando você entra no Facebook.com no navegador, você pode ser encaminhado para uma página da web falsa e obviamente não segura, que rouba todos os seus dados após você acessar sua conta.

Lembre-se sempre: saber como os criminosos agem e como eles tentam roubar seus dados é um passo importante para se educar para evitar ser VOCÊ uma de suas inúmeras vítimas.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *